sábado, 23 de julho de 2011

O Legado das Civilizações

Tempo de Duração: +- 25 min cada
Ano de Lançamento: 2009
Qualidade: DVDRip
Formato: Avi
Audio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: +- 360 MB cada
Sinopse: O Legado das Antigas Civilizações volta no tempo para o mundo de seis povos antigos, cujas contribuições à arte, cultura e literatura teve um grande efeito sobre a civilização. Estes são os minóicos, os micênicos, antigos árabes, fenícios, e os habitantes de Thera e Tróia. Descubra o passado lendário do Minotauro e do Labirinto, a Guerra de Tróia, e o continente perdido de Atlântida.


Episódio 01: Os Micênicos
Eles foram a mais importante civilização da região do Mediterrâneo nos tempos antigos. Sua cultura tornou-se tema dos mais refinados trabalhos da literatura escrita da antiguidade como: A Ilíada e Odisseia de Homero.

(Opção 01 - MEGA)
Copie e cole em seu navegador


Episódio 02: Thera/Santorini
Se você olhar o mapa da Grécia, vai ver que quase um quarto de seu território é composto por dezenas de ilhas do Mar Egeu. Nos tempos antigos, uma dessas ilhas era Thera. Não era tão importantes assim, exceto por uma coisa. Ela foi palco de uma das erupções vulcânicas mais maciças da história. Depois disso, Thera já não era uma ilha, mas três - uma delas hoje é conhecida como Santorini. Quando a erupção ocorreu em cerca de 1500 A.C., uma civilização foi exterminada. Era uma cultura sofisticada e muito influenciada pela civilização minóica em Creta, a cerca de 60 quilômetros de distância. Artistas de Thera pintavam afrescos coloridos de animais, esporte e guerra, e a esposa de Thera (líder da ilha), tinha uma paixão por jóias e roupas brilhantes. Os engenheiros construíram um sistema notável de água corrente canalizada para cada habitação. No entanto, embora destruída, muito foi preservado. Quando a cidade foi redescoberta na década de 1960, ela se apresentou preservada - o que abriu uma janela para arqueólogos estudarem a fabulosa vida nos tempos antigos.

(Opção 01 - MEGA)
Copie e cole em seu navegador


Episódio 03: Arábia Antiga
Localizados no extremo sul da Península Arábica, os países do Iêmen e Omã encontram-se numa encruzilhada estratégica. O Chifre da África está a alguns quilômetros entre o extremo sul do Mar Vermelho, o Golfo Pérsico está ao leste, e o Mar Arábico, um braço do oceano Índico, onde os navios possam se deslocar para a Índia e os pontos do leste. Nos tempos antigos, esta localização vantajosa deu à área, então conhecida como Sabá, o acesso à riqueza e ao poder. Hoje é fácil pensar que as sociedades antigas eram, por causa de suas limitações tecnológicas, relativamente isoladas de outras partes do mundo. Mas o estudo da Arábia Antiga prova o contrário. Os habitantes de Sabá receberam bens provenientes da China e da Índia e enviaram para o Mediterrâneo e para além dele. Eles também produziram seus próprios bens de luxo que eram altamente valorizados em outras terras. Suas riquezas lhes permitiram construir cidades imponentes, cujas ruínas são estimados sítios arqueológicos.

(Opção 01 - MEGA)
Copie e cole em seu navegador


Episódio 04: Cartago e os Fenícios
A evidência arqueológica mostra que a civilização Fenícia começou a se desenvolver por volta de 3.000 A.C. Até cerca de 1.200 A.C., os fenícios começaram a estabelecer o grande império comercial que fez deles grandes comerciantes. Seus navios, equipados tanto para o comércio como para a guerra, dominaram o Mediterrâneo. Alguns dizem que eles navegaram e podem mesmo ter viajado por todo o caminho em torno da África. Dois dos produtos mais importantes que foram negociadas são uma tintura roxa feita a partir do Murex, um tipo de marisco, e da madeira de árvores de cedro. Os egípcios usavam os cedros do Líbano para caixões, navios e outros artefatos, e o rei Salomão usou para construir o Grande Templo em Jerusalém. Originalmente, os fenícios, governados a partir de várias cidades-estado, se localizavam no que hoje é o Líbano, passaram a estabelecer colônias no Mediterrâneo Ocidental. Sua colônia mais ilustre era a cidade de Cartago no Norte de África, que travou uma guerra contra Roma, até ser derrotada em 146 A.C. A maior contribuição dos fenícios para a civilização foi o requinte de um alfabeto fonético padronizado. Os gregos os introduziram na Europa, onde se tornou a base para o alfabeto que usamos hoje.

(Opção 01 - MEGA)
Copie e cole em seu navegador



Episódio 05: Os Minóicos
Um mito da antiga Grécia remete ao Rei Minos, o qual construiu um vasto Labirinto em cujas estruturas vivia um impressionante monstro chamado Minotauro. Descubra mais sobre este mito Cretense e também seu lendário monarca, nas ruínas do grande palácio com milhares de cômodos e passagens secretas encontradas pelo arqueólogo Arthur Evans.

(Opção 01 - MEGA)
Copie e cole em seu navegador

Episódio 06: Tróia e Pergamum
Embora hoje seja uma região da Turquia, a zona costeira da Anatólia, ou Ásia Menor, foi um próspero centro da cultura grega nos tempos antigos. Duas cidades se destacam especialmente - uma por uma obra de literatura, e outra pela sua ligação a uma obra de arte. A lendária cidade de Tróia da Grécia continental se tornou tema de um dos pilares da literatura ocidental, a Ilíada de Homero. O friso do Altar Grande da cidade de Pérgamo, agora em um museu em Berlim, é um dos melhores exemplos sobreviventes de escultura helenística. Essas cidades floresceram com muitos séculos de distância, mas os seus legados combinados nos dão hoje uma visão notável da civilização antiga da Anatólia.

(Opção 01 - MEGA)
Copie e cole em seu navegador


Screenshot:





Nenhum comentário: